MANHUMIRIM:CIDADE ONDE QUEM TEM MEIA DÚZIA DE REAL QUER MANDAR ATÉ NOS POLÍTICOS - E O POVO QUE SE DANE
 

 

 
 
             
I
Noticias
 

A POLÊMICA DOS MERCADOS ABRIREM AOS DOMINGOS NUMA CIDADE ONDE QUEM TEM MEIA DÚZIA DE REAL ACHA QUE MANDA ATÉ NOS POLÍTICOS CALÇA FROUXA

Arrancando os olhos e lambendo o buraco

Aconteceu na Prefeitura uma reunião com do vice-prefeito Carlos Alberto Gonçalves com representantes dos supermercados que atendem em Manhumirim (dois) e a Câmara de Vereadores, representada pelos vereadores Benísio Enfermeiro e João da Casa Franco, para tratar da polêmica sobre estes estabelecimentos de grande porte abrirem ou não em feriados. Também participaram da reunião integrantes do setor de Indústria e Comércio da Prefeitura e o secretário de Obras Júlio Albuquerque.

Em 2012 os comerciantes do setor procuraram a Câmara e pediram que a lei fosse aprovada proibindo a abertura em domingos e feriados, exceto em véspera de Natal e Reveillon, para evitar que uns fechassem e outros não, tornando a concorrência desigual, na época para prejudicar um dono do supermercado Bom Preço que vendia mais barato na cidade.

Hoje, os mesmos que pediram para FECHAR estão pedindo para ABRIR, rsrsr.

No feriado de 12 de outubro deste ano Dia da Padroeira do Brasil - Dia das Crianças e no dia de FINADOS, os supermercados abriram e o assunto foi falado na Câmara diante do não cumprimento da legislação municipal.

Sim, pois em Manhumirim a LEI só funciona para pobre, pois nem a câmara e nem a prefeitura tem bunda pra multar os que se acham "poderosos" na cidade. Só mexem com os pequenos estabelecimentos e perseguem os "adversários" políticos.

Vereadores comprometidos com as teias do umbral e executivo bundão sem força para fazer o cumprimento da lei. Tudo é teatro pra enganar o povo.

Para acabar com a polêmica o vice-prefeito resolveu tratar do assunto diretamente com os envolvidos, porque são ricos, se fossem pobres, o ferro já tinha entrado. “Acho importante entrarmos em entendimento para que todos respeitem a lei, porque cabe a Prefeitura notificar e autuar e não gostaria de precisar fazer isto”, disse Carlos Alberto.

Lógico que falou da boca pra fora, pois se a lei já existe porque não agiu como macho e mandou autuar os donos dos grandes mercados. Tudo conversa pra boi dormir achando que engana alguém.

Durante a reunião foi proposto pelos representantes dos supermercados que aos domingos os supermercados continuem a fechar, a não ser em véspera de Natal e Reveillon, mas que a lei de 2012 seja REVOGADA para abrir nos feriados.

“Nós temos as leis trabalhistas que já tratam dos direitos dos funcionários, como pagamento de hora-extra. Aos domingos não queremos abrir, mas nos feriados acho que não há necessidade de fechar”, disse Mauro, do Supermercado Vidal, que olhando para o próprio umbigo, se esquece que todos tem o direito de passar o Natal com a família, comemorar a virada de ano, curtir um futebol com os amigos e viver a vida...

Os funcionários dos mercados estão revoltados e com razão, pois segundo eles NÃO RECEBEM HORA EXTRA. Trabalham como escravos nas vésperas e feriados e como "brinde" recebem um dia de folga, contrariando abertamente AS LEIS TRABALHISTAS que rezam que a hora extra deve ser paga como dia dobrado.

De olho no dinheirinho que os mercadinhos (pequenos gerenciados por famílias e que não tem funcionários) ganham aos domingos e feriados, os donos dos dois mercados estão mais uma vez querendo arrancar os olhos dos funcionários e ainda lamber o buraco.

É uma vergonha! Um absurdo, muita arrogância e prepotência querer REVOGAR uma lei em benefício próprio e ainda com apoio de alguns vereadores corrompidos com a podridão do poder.

Pessoas que só pensam nos pobres e jovens em época de eleição, depois querem que os menos favorecidos se explodam enquanto eles fazem média com os ricos de dinheiro (que se tirar meia dúzia de real que eles têm, não sobra nada).

Vamos aguardar e ver quais os vereadores vão votar contra os trabalhadores... Sim, pois tem uns merdas aí que se dizem esquerda, mas só olham para o próprio umbigo achando que vão levar mais de um caixão para o buraco: um com o corpo podre e mais uns três cheios de dinheiro, lotes e prédios.

Manhumirim precisa dar um basta nesse tipo de gente e nesses políticos calça frouxa que não passam de paus mandados dos coronéis de iProne, que só querem sugar da cidade e encher cada vez mais os bolsos com o suor do povo sofrido.

TEXTO: João Rosendo

 

A Lei Áurea foi abolida em 13 de maio de 1888, mas em Manhumirim ainda existe trabalho escravo

A escravidão ainda está ativa em Manhumirim: os funcionários dos dois grandes sumpermercados trabalham nos feriados, segundo eles, sem receberem HORA EXTRA. O que "ganham" é um dia de "folga" depois do feriado. Onde estão as autoridades para cobrarem o CUMPRIMENTO DA LEI?

A prepotência e arrogância de quem tem meia dúzia de real em Manhumirim não têm limites: os dois donos de supermercados de Manhumirim querem REVOGAR uma lei em benefício próprio e ainda são ouvidos pelos políticos calça frouxa do município.

Esta é a famosa esquerda de iPhone: mete o ferro nos pobres para ficarem cada vez mais ricos. Só se esquecem que no cemitério não tem depósito de dinheiro, não se entra com lotes, carros e nem prédios.

Se fosse para reivindicar algum BENEFÍCIO para o povo eu DUVIDO que vereadores e executivo se mobilizariam. Tudo baba ovo de empresários. Só lembram do povo mais humilde em época de campanha, depois passam os quatro anos fazendo média com os ricos. Turma de bundão que não tem peito pra FAZER CUMPRIR uma lei que já existe.

 

 

 

 

 

Jornal Boca do Povo - DIREÇÃO JOÃO ROSENDO - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados